A Universidade de Kyoto do Japão, juntamente com a Kajima Construction Corporation, desenvolverá um projeto para edifícios adequados para a colonização da Lua e de Marte no futuro. Ao mesmo tempo, atenção especial será dada a um aspecto extremamente importante para o suporte à vida – a gravidade artificial.

Fonte da imagem: Nicolas Lobos/unsplash.com

Sabe-se que a exposição prolongada à ausência de peso e/ou baixa gravidade tem um impacto negativo nos organismos humanos. Para combater os efeitos adversos, pesquisadores japoneses decidiram recriar um análogo da gravidade da Terra em estruturas extraterrestres. Segundo o Izvestia, os cientistas propõem usar uma estrutura girando em torno de seu eixo – por analogia com uma centrífuga, o equivalente à gravidade da Terra será gerado devido à força centrífuga.

Durante a construção, serão utilizados tanto os materiais provenientes da Terra como os recursos naturais locais. Os pesquisadores esperam que a altura da estrutura possa atingir 200 ou até 400 m, e o diâmetro – 200 m. Além da zona habitável em planetas alienígenas, serão criados análogos do ecossistema terrestre, imitando ecoelementos terrestres, incluindo o mar e as florestas.

No mês passado, o chefe da Roscosmos, Dmitry Rogozin, disse que sua agência havia retomado as negociações com a Agência Espacial Européia sobre o lançamento de uma missão conjunta ExoMars, cuja cooperação foi encerrada anteriormente por razões políticas. Sabe-se que o destino do projeto deve ser definitivamente decidido em julho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.