sex. nov 22nd, 2019

Avalanche Notícias

Você conectado com o mundo

Alphabet Lab X Head: “A crise climática é o maior problema do mundo”

2 min. de leitura


A Alphabet, empresa controladora do Google, disse que se concentrará na tecnologia para combater as mudanças climáticas, porque essa crise é o maior problema que o mundo está enfrentando. O chefe do laboratório de pesquisa do Alphabet X, Astro Teller, fez essa observação na sexta-feira durante uma entrevista na conferência Wired 25 em San Francisco.
O Sr. Teller também disse que muitos dos projetos atuais e passados ​​da unidade abordaram questões ambientais. Por exemplo, uma iniciativa fracassada, chamada Projeto Foghorn, tentou criar combustível sem carbono da água do mar, mas o combustível obtido dessa maneira era simplesmente inútil. Outro projeto, chamado Dandelion, que surgiu do Laboratório X, usa energia geotérmica para aquecer e resfriar casas. “Nosso objetivo é identificar e resolver grandes problemas no mundo ao nosso redor”, disse Teller. “A mudança climática agora ocupa muito espaço em nossos esforços, simplesmente porque é um problema enorme”.
  
A Unidade X, anteriormente chamada de Google X, é o departamento da empresa que se envolve em projetos de longo prazo e ambiciosos, que exigem muito tempo e pesquisa e são capazes de proporcionar maiores retornos a longo prazo. Vários dos projetos mais ambiciosos da Alphabet, incluindo piloto automático para carros, entrega de drones e cobertura de balão de ar quente, deixaram o Research Lab X.
Os comentários de Teller seguiram críticas do Google em relação às mudanças climáticas. No mês passado, o The Guardian informou que o Google fez contribuições significativas para apoiar alguns dos mais importantes opositores climáticos do governo dos EUA. O Google disse ao The Guardian que patrocina organizações em todo o espectro político. “Nós dificilmente estamos sozinhos entre as empresas que patrocinam organizações e, ao mesmo tempo, discordamos categoricamente delas em relação à política climática”, disse um porta-voz da gigante das buscas.
  
No início desta semana, mais de 1.000 funcionários do Google assinaram uma carta aberta ao CFO Ruth Porat pedindo-lhes para agir sobre as mudanças climáticas. Nesta carta, os funcionários pedem que o Google se comprometa com zero emissões até 2030 e evite contratos que permitam ou acelerem a extração de combustíveis fósseis. Os funcionários também pediram à empresa que banisse instituições, lobistas ou políticos que negam as mudanças climáticas ou atrasam uma solução para o problema.
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.