Ficou conhecido que a Microsoft dividiu os participantes do programa insider, sob o qual o Windows 11 está sendo testado, em dois grupos. Para cada um deles, será lançada uma versão separada do Windows 11 22H2, que possui determinados recursos.

Fonte da imagem: Microsoft

Segundo relatos, os membros do Programa Insider do primeiro grupo receberão as compilações 22622.xxx, nas quais novos recursos são ativados por meio de um service pack especial (da mesma forma, as atualizações de recursos são ativadas no Windows 10). Os membros do segundo grupo de Insiders receberão as builds 22621.xxx, nas quais os novos recursos serão bloqueados por padrão.

Note-se que, em certos casos, a Microsoft pode atrasar a ativação de novos recursos, mesmo nas compilações em que eles devem ser habilitados por padrão. O Windows Developer Blog diz que “nem todos os recursos serão incluídos na atualização imediatamente, pois planejamos implementá-los gradualmente, monitorar os comentários dos usuários e ver como eles pegam antes de disponibilizá-los para mais Insiders”.

Espera-se que essa abordagem permita que a Microsoft lance atualizações de recursos com mais facilidade. Os desenvolvedores poderão comparar o feedback interno dos dois grupos para identificar vários tipos de problemas, respondendo rapidamente à sua ocorrência. Com base nesses dados, a Microsoft decidirá se é apropriado lançar novos recursos para mais Insiders.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.