O cofundador do Twitter, Jack Dorsey, atuou como CEO duas vezes, de 2006 a 2008 e de 2015 a 2021, até ser substituído por Parag Agrawal. Dorsey disse esta semana que não estava ansioso para liderar o Twitter se Elon Musk comprasse a rede social.

Fonte da imagem: Reuters, Anushree Fadnavis

Recorde-se que Jack Dorsey elogiou recentemente tanto o atual CEO Parag Agrawal como o próprio Elon Musk, acreditando que juntos podem levar o Twitter ao sucesso. Ainda não está claro quem vai liderar a empresa depois que ela passar para o controle de Elon Musk. Segundo algumas fontes, o próprio Musk está pronto para liderá-lo por vários meses, segundo outros, ele tem um candidato de terceiro partido em mente.

O próprio Dorsey pode participar do acordo de Musk com suas ações do Twitter, das quais ele possui 2,4% do capital da empresa. A Reuters, aliás, contou sobre a evolução da atitude dos anunciantes em relação ao negócio de Elon Musk para comprar o Twitter. Alguns deles esperam que, sob Musk, novos serviços e iniciativas sejam implementados mais rapidamente. Alguém está contando com o afluxo de novos usuários que podem se tornar consumidores de publicidade. O status de empresa privada permitirá que o Twitter inove mais rapidamente, de modo que os anunciantes esperam uma mudança positiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.