A Alphabet, empresa controladora do Google, teria oferecido a operadores de publicidade concorrentes para veicular anúncios na plataforma do YouTube. Por isso, a empresa americana planeja resolver o caso antitruste aberto no ano passado pela Comissão Europeia. Isso é relatado pela agência de notícias Reuters, citando suas próprias fontes informadas.

Fonte da imagem: Arnd Wiegmann / Reuters

Lembre-se de que no ano passado a Comissão Europeia lançou uma investigação antitruste contra o Google, suspeitando que o gigante das buscas restringe os concorrentes no negócio de publicidade de acessar dados coletados de usuários e prefere suas próprias tecnologias de publicidade online, o que prejudica os concorrentes. O regulador estava interessado na exigência do Google para os anunciantes que precisam usar o Ad Manager para exibir anúncios no YouTube, além de algumas outras restrições.

A Comissão Europeia também está analisando a exigência do Google de que os anunciantes usem os serviços Display & Video 360 e Google Ads da empresa para comprar anúncios no YouTube. Os anúncios do YouTube geraram US$ 6,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, segundo relatos. A Comissão Europeia e funcionários do Google se recusaram a comentar o assunto.

O Google está trabalhando com o regulador do setor europeu para desenvolver soluções para evitar uma multa por volume de negócios, que pode chegar a 10% do faturamento anual da empresa na região. A receita total de publicidade online do Google no ano passado foi de US$ 147 bilhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.