O Walmart, conhecida rede de varejo nos Estados Unidos, anunciou sua intenção de ampliar a área de entrega de suas mercadorias por drones. A empresa espera entregas de drones para 34 cidades no Arizona, Arkansas, Flórida, Texas, Utah e Virgínia até o final do ano. O serviço estará disponível para um total de 4 milhões de domicílios – em novembro do ano passado, o serviço era prestado apenas a moradores de uma cidade do Arkansas.

Fonte da imagem: Walmart

O Walmart diz que aqueles que vivem dentro do alcance do drone poderão encomendar itens com peso de até 10 libras (cerca de 4 kg) entre 8h e 20h. Cada entrega custará aos clientes R$ 3,99, a operadora dos drones é a empresa DroneUp, um dos quais tem como investidor o próprio Walmart. Depois que a rede de varejo recebe um pedido, os funcionários o completam e colocam a caixa em um drone, após o qual o piloto a direciona ao comprador e a deixa cair no gramado perto da casa.

Segundo a empresa, centenas de entregas já aconteceram em poucos meses, e a expansão do negócio permitirá mais de um milhão de entregas por drones anualmente. Supunha-se que as pessoas usariam o novo serviço para compras de emergência. Descobriu-se que o serviço é muito popular entre os amantes de fast food.

Se os planos de expansão dos negócios forem bem-sucedidos, o Walmart se tornará o líder indiscutível em entrega aérea não tripulada nos Estados Unidos. Embora serviços de correio como FedEx e UPS também estejam considerando serviços semelhantes, as coisas ainda não progrediram além da experimentação. A Alphabet é proprietária do serviço Wing, que já fez centenas de milhares de entregas em todo o mundo, mas a empresa ainda não anunciou planos de expansão. A rede Amazon trabalha no projeto de entrega aérea há anos, mas ainda não obteve sucesso e não se sabe quando começará a oferecer seus próprios serviços. Ao mesmo tempo, a Amazon pretende implementar um esquema diferente, que não prevê para operadores de drones, os UAVs serão controlados por sistemas autônomos. Isso oferece alguma vantagem a longo prazo, já que o Walmart com seus pilotos “remotos” terá mais dificuldade em escalar os negócios.

O sistema Walmart ainda tem algumas limitações. De acordo com o The Verge, as entregas devem estar dentro da linha de visão da base por lei, então as lojas devem ter torres de controle altas. Além disso, o raio de entrega é de pouco mais de 2 km e, claro, a DroneUp terá que contratar cada vez mais operadoras à medida que o serviço for aumentando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.