Energia “verde” não será suficiente: sindicatos britânicos pedem às autoridades que mudem de ideia e comecem a construir novas usinas nucleares

Na convenção anual de representantes sindicais do Reino Unido, representantes da indústria nuclear do país apresentaram uma resolução pedindo às autoridades que abandonassem a política de destruição da indústria. O fechamento da maioria das usinas nucleares no Reino Unido está planejado em nove anos, o que exporá não apenas os cientistas nucleares, mas também toda a economia do país.

Construção da terceira etapa da NPP de Hinckley Point, Grã-Bretanha. Fonte da imagem: EDF Energy

A proposta do GMB foi apoiada por outros sindicatos, já que a destruição da energia nuclear levará a cortes de empregos em áreas relacionadas – até centenas de milhares de empregos em todo o país. Por exemplo, a energia verde não será capaz de fornecer eletricidade acessível para a indústria metalúrgica e outras indústrias intensivas em energia, o que forçará a transferência da produção para outros países, onde a energia nuclear permanecerá ou a produção será totalmente subsidiada.

Aliás, processos semelhantes vêm ocorrendo na União Europeia desde o início deste ano. Dezenas de organizações não governamentais e associações industriais estão cada vez mais expressando seu desacordo com a política de Bruxelas de eliminar a energia nuclear e pedindo que seja considerada “verde”. Aparentemente, a difícil situação com o fornecimento de gás para a UE nesta temporada pressionará ainda mais o lobby nuclear europeu a tomar medidas decisivas. Afinal, chegou a ponto de na Alemanha começarem a lançar usinas a carvão, há muito desativadas, as mais nocivas do ponto de vista da poluição ambiental, para evitar um colapso energético.

Voltando ao Reino Unido, acrescentamos que a resolução do sindicato foi apoiada pela Nuclear Industry Association (NIA). Graças à construção de novas unidades em 2020, 1.700 novos empregos foram criados na indústria nuclear britânica, e o número total de empregados na indústria nuclear chegou a 61.371. Fechar usinas nucleares sem construir novas instalações simplesmente levará ao prejuízo de competência por especialistas britânicos. Não haverá nenhuma nova mudança e a velha guarda irá embora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *