21 de abril de 2021

Avalanche Notícias

Você conectado com o mundo

Potência nuclear proposta para atribuir o status de “verde” na União Europeia

2 min read

Parece que a UE começou a entender que não era possível mover-se acentuadamente da energia fóssil para renovável, mas muito perigosa para a economia. Talvez tenha pressionado a crise contra o fundo da pandemia da Covid-19. De qualquer forma, na Europa tudo é mais alto e mais alto que vozes em defesa das usinas nucleares, que se tornaram moda na última década.

Fonte da imagem: Pixabay

No outro dia, um grupo de 46 organizações não-governamentais (ONGs) de 18 países escreveu ao Presidente da Comissão Europeia Ursule Von Der Leyen (Ursula Gertrud Von Der Leyen) com um chamado para incluir a energia nuclear na lista de categorias da UE para Investimentos “verdes”. Segundo eles, a eliminação da energia nuclear contribuirá para a implementação da estratégia que é “claramente inadequada” para a decarbonização da economia da região.

A carta alega que a favor de vários Estados-Membros, a Comissão toma decisões que interferem no desenvolvimento normal da potência nuclear até a falsa iluminação no dano da mídia à energia nuclear para a saúde humana. Existem substanciais cientificamente comprovadas para a segurança da energia nuclear em todas as fases de produção para a ecologia e a saúde das pessoas. Declarações falsas que penetram na mídia impedem não apenas esse tipo de geração de energia, mas também ameaçam todo o programa para a decarbonização da Europa.

Aparentemente, há uma alta probabilidade de que a Comissão Europeia possa dar o estado de energia nuclear “verde”. No mês passado, encomendado pela Comissão, o Centro de Investigação Conjunta (CCI) preparou um relatório abrangente sobre todos os aspectos da geração atômica. Os especialistas do Centro revisaram todos os ciclos de vida da energia nuclear do ponto de vista dos impactos existentes e potenciais no meio ambiente para todas as metas com ênfase no tratamento de resíduos nucleares e radioativos. As descobertas da CCC são simples e compreensíveis: a energia nuclear causa a saúde humana ou o prejuízo ambientalmente do que qualquer outra tecnologia de produção de energia, que é considerada sustentável (solar, vento e outros).

Obviamente, logo na UE começará a preparar a população para a ideia de que usinas nucleares é uma maneira natural de nulares emissões. Mas a luta pelas mentes será difícil. A possível inclusão de energia nuclear na lista de “verde” já expressou representantes do Greenpeace.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *