Julho foi o pior mês para as empresas chinesas de TI em anos – investidores fogem devido à repressão governamental

As ações de empresas chinesas de tecnologia e de alguns outros setores estão passando por dificuldades. Este mês foi o pior para o setor de TI chinês desde a crise financeira global de 2008. A queda prolongada nas cotações se deve às ações das autoridades chinesas, que nas últimas semanas endureceram significativamente a regulamentação das empresas de tecnologia.

Imagem: Bloomberg

Contra esse pano de fundo, o índice Nasdaq Golden Dragon China, usado para rastrear as ações de empresas chinesas negociadas em Nova York, caiu 22% em julho, a queda mensal mais significativa desde a crise financeira global. Ao mesmo tempo, o valor dos títulos das gigantes de TI Tencent e Alibaba caiu cerca de 16 e 10%, respectivamente.

A queda acentuada no valor das ações de empresas chinesas começou após a introdução de medidas regulatórias estritas contra empresas envolvidas no processamento de grandes quantidades de dados e representantes do setor educacional. As autoridades também revisaram o procedimento de colocação de ações de empresas chinesas em bolsas de valores fora do país. Na sexta-feira, as ações chinesas continuaram a perder valor, enquanto o índice Hang Seng Tech caiu 4,2%.

As perdas na bolsa de valores parecem ter alarmado o Império Celestial. Esta semana, os legisladores fizeram uma série de tentativas para convencer os investidores estrangeiros e domésticos de que uma série de novas regulamentações e outras medidas regulamentares não têm como objetivo enterrar as maiores empresas de TI do país. Esses anúncios levaram a uma recuperação de curto prazo nas ações de tecnologia na quinta-feira, mas na sexta-feira seu valor continuou a cair.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *