Japão abre investigação antitruste contra Android e iOS

A Fair Trade Commission do Japão abriu uma investigação para determinar se a Apple e o Google estão alavancando seu domínio no mercado de sistemas operacionais móveis para eliminar concorrentes e restrições significativas ao consumidor.

Fonte: asia.nikkei.com

De acordo com Shuichi Sugahisa, secretário-geral do departamento, a investigação entrevistará desenvolvedores de sistemas, desenvolvedores de aplicativos e usuários de smartphones. O assunto da investigação serão as condições de mercado para a venda não apenas de smartphones, mas também de relógios inteligentes e outros dispositivos portáteis. Com base nos resultados da investigação, o supervisor irá elaborar um relatório descrevendo a estrutura do mercado de sistemas operacionais móveis, e também listar os motivos pelos quais não há uma dinâmica significativa na competição. A comissão trabalhará com o Conselho de Concorrência do Mercado Digital do governo, que já está conduzindo sua própria investigação. As práticas consideradas anticompetitivas serão listadas neste relatório, juntamente com possíveis violações das leis antitruste japonesas.

Em fevereiro, o Japão aprovou a Lei sobre a Melhoria da Transparência e Justeza das Plataformas Digitais. Se os funcionários dos departamentos relevantes decidirem que é aplicável ao mercado de sistemas operacionais, seus desenvolvedores serão solicitados a enviar relatórios regulares sobre as transações ao Ministério da Economia, Comércio e Indústria. No Japão, o iOS da Apple é responsável por cerca de 70% do mercado de sistemas operacionais móveis, com o Android respondendo pelos 30% restantes.

Источник: asia.nikkei.com

Fonte: asia.nikkei.com

O Google é frequentemente acusado de obrigar os desenvolvedores de smartphones a instalar seu serviço de busca e outros aplicativos como condição para usar o Android. A Comissão quer determinar se a Apple e o Google estão usando seu domínio para suprimir aplicativos concorrentes e, como resultado, prejudicar os consumidores. Agências em todo o mundo estão agora tentando remover à força as restrições que os gigantes da tecnologia impõem aos consumidores e desenvolvedores.

A Comissão de Comércio Justo do Japão investiga a indústria digital desde 2019. A nova iniciativa será a quarta: antes disso, foram abertas investigações nos mercados de e-commerce e lojas de aplicativos, publicidade digital e serviços em nuvem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *