FMI aconselhou El Salvador a parar de usar bitcoin

O Fundo Monetário Internacional (FMI) emitiu um comunicado recomendando que El Salvador pare de usar bitcoin como moeda com curso legal. A organização pediu uma avaliação dos riscos financeiros e do consumidor associados à criptomoeda logo após o presidente Nayib Bukele anunciar a construção da cidade de Bitcoin com títulos de criptomoeda.

Fonte da imagem: jorono / pixabay.com

El Salvador usou o dólar americano como o único meio de pagamento nos últimos 20 anos, mas desde setembro, o Bitcoin foi oficialmente reconhecido como moeda legal no nível legislativo.

Em seu comunicado, o FMI lembrou que o uso oficial de bitcoins e criptomoedas em geral no âmbito estadual pode comprometer a estabilidade financeira. Dada a alta volatilidade da criptomoeda, seu uso como moeda com curso legal acarreta riscos significativos. Por esse motivo, de acordo com o FMI, o bitcoin não deve ser usado como meio legal de pagamento, então o governo foi aconselhado a pelo menos estreitar o escopo da criptomoeda e fortalecer a regulamentação de questões relacionadas ao seu faturamento.

Recentemente, Bukele anunciou que Bitcoin City será construída perto do vulcão para obter energia para mineração de fontes geotérmicas, e os impostos serão quase totalmente eliminados na cidade, restando apenas o IVA.

Esta não é a primeira vez que o FMI alertou El Salvador sobre o rápido desenvolvimento da indústria de bitcoin no país. Após a adoção da histórica lei de legalização do bitcoin, a organização previsivelmente se opôs à moeda “descontrolada”. No entanto, apesar dos avisos, El Salvador começou a implementar seus planos e até lançou sua própria carteira de criptomoeda Chivo Wallet, bem como implantou muitos caixas eletrônicos compatíveis com Bitcoin nas cidades do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *