21 de abril de 2021

Avalanche Notícias

Você conectado com o mundo

No ano passado, a chinesa SMIC comprou equipamentos para a produção de chips da ASML por 0,2 bilhões

2 min read

A maior fabricante de semicondutores da China, SMIC, anunciou a conclusão de um contrato de um ano para a compra de equipamentos industriais no valor de US $ 2 bilhões da empresa holandesa ASML. As sanções dos EUA limitaram os chineses aos equipamentos de manufatura mais avançados, mas não fecharam a porta para processos de manufatura (cru) maduros.

O SMIC foi incluído na lista de sanções dos EUA no final do ano passado. Essa circunstância está repleta do fato de que, para vender para a pessoa envolvida na lista “negra” de equipamentos, softwares ou componentes industriais, é necessário obter permissão das autoridades regulatórias dos Estados Unidos. Já em janeiro deste ano, a SMIC anunciou que havia recebido licença para aquisição de equipamentos para uso em processos tecnológicos maduros – com taxas a partir de 28 nm e superiores.

A SMIC notificou ontem à Bolsa de Valores de Hong Kong que havia celebrado um contrato com o fabricante holandês de leitores litográficos ASML para fornecer US $ 2 bilhões em equipamentos. O contrato era por um período de um ano, de 16 de março de 2020 a 2 de março de 2021. Aparentemente, o contrato foi integralmente cumprido. Obviamente, a SMIC recebeu licença dos Estados Unidos para adquirir equipamentos de seu interesse.

A SMIC também disse que fará o possível para continuar trabalhando com parceiros para garantir a continuidade da produção e planeja expandir a produção de semicondutores. Em particular, a SMIC iniciou a construção de duas novas fábricas: uma em Pequim, a segunda em Xangai, para as quais dentro de um ano terão que adquirir novos equipamentos da ASML.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *