Presidente da Microsoft pediu aos reguladores que analisem as políticas da Apple

ntu5ogm3mdywotu5zdhjnmu1ndzlodi0zde5zwqymzvimju0zdbmyzzhy2qyngi4otfimmfkm2q5njnmn2qzoa-3291248

Há algum tempo, o presidente da Microsoft, Brad Smith, conversou com o comitê antitruste do Congresso dos EUA em um caso há vinte anos. Acontece que, durante essa conversa, ele pediu às autoridades reguladoras dos EUA que analisassem a política da Apple em relação à sua própria loja de aplicativos.

Fonte da imagem: Bloomberg

A Bloomberg esclarece que uma audiência antitruste deve ocorrer na próxima segunda-feira, para a qual serão convidados executivos da Apple, Amazon, Facebook e Google. Na reunião do órgão antimonopólio, serão consideradas questões relacionadas à política de concorrência de todas as empresas listadas. Aparentemente, o representante da Microsoft desejava chamar a atenção das autoridades reguladoras para a prática estabelecida de fornecer aos desenvolvedores acesso à loja de aplicativos para dispositivos Apple.

Segundo Brad Smith, de acordo com a fonte, a prática da Apple é uma barreira muito mais séria à livre concorrência do que a política da Microsoft sobre software para o sistema operacional Windows. Altas comissões e aprovações seletivas para aplicativos de software devem alertar os auditores da Apple, disse a fonte. Na Europa, a empresa já foi criticada pelas autoridades antitruste por taxas excessivamente altas para os desenvolvedores que desejam distribuir seus aplicativos através da loja online da Apple.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *