A Unity, fabricante de mecanismos de jogos multiplataforma, anunciou uma fusão iminente com a ironSource, com sede em Israel, desenvolvedora de software e ferramentas de aplicativos móveis para anunciantes.

Fonte da imagem: Unidade

O objetivo da fusão das duas empresas é a formação de uma plataforma de ponta a ponta que facilitará aos criadores a criação, lançamento, suporte, monetização e desenvolvimento de jogos e conteúdo RT3D (tecnologia 3D em tempo real).

A Unity já possui um sistema Unity Ads, mas a fusão com a ironSource tem suas vantagens: os desenvolvedores receberão “maior financiamento para atrair usuários e monetizar para desenvolver seus jogos com sucesso e acelerar o crescimento econômico”.

«A Unity, com a ironSource, transformará o processo de criação de jogos e conteúdo RT3D de linear para interconectado e interativo, o que abre a oportunidade de inovar e melhorar em todas as etapas do ciclo”, afirma Unity.

A reação ao anúncio da Unity foi mista. Entre outras coisas, ironSource é conhecido por criar o instalador malicioso InstallCore, que é bloqueado pelo Windows Defender e antivírus Malwarebytes.

Os desenvolvedores de jogos que usam Unity ficaram indignados com a fusão. A autora do jogo de plataformas Celeste Maddy Thorson e a chefe do estúdio Spoiled Cat Andreia Gaita já se manifestaram sobre o rumo da Unity.

A fusão com a ironSource custará à Unity US$ 4,4 bilhões, segundo o WSJ. Os gastos recentes da empresa incluem a Parsec (US$ 320 milhões) e o estúdio de efeitos visuais Weta Digital (US$ 1,6 bilhão). Algumas semanas atrás, o fabricante demitiu centenas de funcionários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.