O Tribunal de Apelação da Concorrência do Reino Unido suspendeu uma demanda contra a Meta* Platforms para forçar a venda do Giphy, um serviço de armazenamento e compartilhamento de imagens animadas. O tribunal colocou questões ao regulador representado pela Autoridade da Concorrência e Mercados (CMA) sobre a auditoria, pelo que o caso será reconsiderado.

Fonte da imagem: Giphy

«Concordamos em reconsiderar nossa decisão à luz desta decisão”, comentou o CMA sobre a decisão do tribunal. O departamento disse que o novo julgamento do caso está planejado para ser concluído dentro de três meses.

Vale lembrar que há muito tempo a Meta* não consegue resolver o problema com o regulador britânico, o que obrigou a empresa americana a vender o serviço Giphy. Lembre-se que Meta* (na época Facebook*) anunciou a compra de uma plataforma para armazenar e compartilhar imagens GIF em meados de 2020. A empresa planejava integrar o serviço com a rede social Instagram*.

No entanto, no ano passado, a CMA conduziu uma investigação antitruste, na qual ordenou que a empresa americana vendesse o serviço. Durante a revisão, o regulador concluiu que a compra da Giphy pode prejudicar a concorrência no mercado publicitário e nas redes sociais. Representantes oficiais da Meta* até agora se abstiveram de comentar sobre este assunto.

* Está incluído na lista de associações públicas e organizações religiosas em relação às quais o tribunal tomou uma decisão final para liquidar ou proibir atividades com base na Lei Federal nº 114-FZ de 25 de julho de 2002 “Sobre o combate ao extremismo atividade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.