As plataformas Meta* permitirão que os usuários da rede social Facebook* ganhem dinheiro com vídeos que usam conteúdo musical licenciado. Devido a isso, a plataforma deve competir melhor com o popular serviço de vídeos curtos TikTok.

Fonte da imagem: Pixabay

A Meta* fez uma parceria com a indústria da música para desenvolver uma ferramenta chamada Rights Manager para ajudar os proprietários de conteúdo a proteger seus direitos. Segundo a fonte, os autores dos vídeos que usam música licenciada receberão 20% da receita de seus vídeos. O restante da renda será dividido entre os detentores dos direitos autorais e a Meta*. Esse método de monetização pressupõe que os vídeos do usuário não devem ter menos de 60 segundos e devem ter um componente visual. Isso significa que a música licenciada por si só não pode formar a base dos comerciais.

Segundo relatos, o recurso Rights Manager começará a ser lançado para criadores de vídeos musicais no Facebook* esta semana. Os vídeos compatíveis com a plataforma ganharão dinheiro por meio de anúncios in-stream (exibidos durante a reprodução do vídeo). Esse recurso estará disponível primeiro para usuários do Facebook* nos EUA e será lançado em outras regiões do mundo posteriormente.

* Ele está incluído na lista de associações públicas e organizações religiosas em relação às quais o tribunal tomou uma decisão final para liquidar ou proibir atividades com base nos fundamentos previstos na Lei Federal nº 114-FZ de 25 de julho de 2002 “Sobre o combate ao extremismo atividade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.