Os militares vão explorar as possibilidades de microrganismos para a bio-produção no espaço

A nanotecnologia ainda não se desenvolveu para tais possibilidades, como dizem os escritores de ficção científica. Não temos nanobots ou “montadores” para produzir tudo a partir de um conjunto limitado de recursos. Mas ao nosso redor existem organismos vivos microscópicos – micróbios e bactérias, que são bastante adequados para o papel de nanorrobôs. Basta aprender a criar condições para a bioprodução controlada, o que pretendem fazer nos Estados Unidos.

Fonte da imagem: DARPA

Informações sobre o início de um novo programa de pesquisa – B-SURE (Biofabricação: Sobrevivência, Utilidade e Confiabilidade além da Terra) apareceram no site do Escritório de Projetos de Pesquisa Avançada do Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DARPA). O novo programa é um estudo fundamental que examinará a adaptação dos micróbios às condições do espaço. No futuro, os clientes esperam obter um complexo industrial microbiano para a produção de uma ampla gama de produtos e matérias-primas fora da Terra a partir de um conjunto limitado de matérias-primas.

Em vez de um conjunto limitado de materiais, ferramentas e peças sobressalentes (e em situações críticas, você sempre precisará exatamente do que não estava incluído na bagagem), os pesquisadores do B-SURE pretendem fornecer apenas equipamentos de fermentação, matérias-primas e um freezer cheio de micróbios para expedições de longa distância. Todas as moléculas, materiais e produtos necessários em situações normais e de emergência podem ser produzidos sob demanda usando certos microrganismos.

A primeira fase do programa B-SURE inclui 18 meses de trabalho em três áreas. O primeiro é o “Uso de Matérias-Primas Alternativas” que podem ser consumidas pelos organismos hospedeiros (em que quantidade e com que grau de pureza). A segunda é a “Gravidade variável”, que nos permitirá determinar o efeito da mudança da gravidade na produtividade celular no contexto dos parâmetros de bioprodução. A terceira é a “radiação variável”, que implica o efeito de mudanças na intensidade da radiação sobre a atividade microbiana. Os candidatos B-SURE podem escolher um ou mais objetivos. Já foi iniciado o recrutamento de candidatos para participação no programa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *