A sonda de impacto DART, que supostamente abate um asteróide para fins de pesquisa, atingiu o estágio final de preparação para o lançamento

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) dos Estados Unidos relata que o DART chegou à Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia, para os preparativos finais para o lançamento. O objetivo do projeto DART, ou Double Asteroid Redirection Test, é estudar a possibilidade de alterar a trajetória de um asteróide como resultado de uma colisão com um veículo feito pelo homem.

Aqui e abaixo das imagens da NASA

A sonda de impacto DART deve colidir com um objeto chamado Dimorf, um satélite do asteróide Didim, próximo à Terra. O primeiro desses corpos tem cerca de 160 metros de diâmetro, o segundo tem cerca de 780 metros.

Os cientistas esperam coletar dados importantes que nos permitirão entender como o “impacto cinético” pode ser eficaz em condições reais. As informações recebidas serão usadas no futuro para desenvolver novas técnicas para proteger a Terra de corpos espaciais potencialmente perigosos.

É relatado que, em um futuro próximo, os especialistas conduzirão os testes finais e as inspeções da espaçonave. Em seguida, ele será preenchido com componentes de combustível.

O lançamento do DART está programado para novembro deste ano. A sonda viajará para o espaço a bordo de um foguete SpaceX Falcon 9.

1 thought on “A sonda de impacto DART, que supostamente abate um asteróide para fins de pesquisa, atingiu o estágio final de preparação para o lançamento

  1. A sonda, tem uma massa de cerca de 630 kg.A velocidade combinada de impacto, de cerca de 6 600 m/s.A energia cinética envolvida nessa colisão, será de cerca de 13,5 BILHÕES de Joules.Então, fico curioso:Será que o clarão que será gerado, no momento do choque, poderá ser visto da Terra, usando grandes telescópios, para isso?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *