O regulador antitruste da Austrália anunciou na terça-feira uma decisão judicial local que ordenou que a Samsung Electronics Australia pague o equivalente a US$ 9,65 milhões por nove campanhas publicitárias fraudulentas. Segundo o regulador, o anúncio enganou os usuários sobre o grau de proteção à água de alguns smartphones Galaxy.

Fonte da imagem: ACCC

De acordo com a Australian Competition and Consumer Commission (ACCC), a Samsung Australia admitiu enganar alguns compradores do Galaxy. Pela primeira vez, o regulador entrou com uma ação contra a fabricante sul-coreana em julho de 2019.

De março de 2016 a outubro de 2018, a Samsung publicou anúncios em lojas e redes sociais alegando que seus smartphones poderiam ser usados ​​em lagos ou água do mar, disse o regulador. Depois disso, a ACCC recebeu milhares de reclamações de usuários que diziam que os smartphones não funcionavam corretamente ou até mesmo paravam de funcionar completamente depois de entrarem na água.

De acordo com um regulador, as alegações da empresa têm sido um importante ponto de venda para os smartphones Galaxy, e muitos compradores “podem ter sido expostos” a publicidade enganosa antes de decidir comprar um novo smartphone.

A empresa já disse que a Samsung e a ACCC concluíram em conjunto que as alterações de design feitas pela fabricante para novas versões de modelos de smartphones introduzidos na Austrália desde março de 2018 não estão mais sujeitas ao risco de quebra devido à sua submersão em água.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.