O Ministério da Economia de Taiwan aproveitou a guerra comercial EUA-China para impulsionar sua própria economia. No âmbito do programa implementado pelas autoridades da ilha, só nos últimos dois anos, foram angariados mais de 29 mil milhões de dólares em investimentos com a ajuda de empresas taiwanesas que regressam da China. Estamos falando de empresas taiwanesas que tinham produção na China, mas a transferiram para sua terra natal.

Aa.com.tr

As autoridades estão incentivando ativamente o retorno de negócios da RPC para Taiwan, oferecendo em troca empréstimos lucrativos e outras preferências. Até 30 de julho, foram aprovados os pedidos de participação no programa de 219 empresas, cujo volume estimado de investimentos é de US $ 29,4 bilhões. Prevê-se também a geração de 68.873 empregos.

Para as empresas taiwanesas que não se qualificam para o programa, o ministério apresentou dois outros projetos para incentivar o investimento na economia taiwanesa. Até 30 de julho, 733 empresas se inscreveram, e o volume de investimentos adicionais somou cerca de US $ 16,5 bilhões, com previsão de geração de mais 39.510 empregos.

De acordo com o Ministério da Economia, o impacto da guerra comercial EUA-RPC, a pandemia e o sucesso da indústria taiwanesa na fabricação de semicondutores, tecnologia da informação e engenharia mecânica levaram muitas empresas taiwanesas a deixar a China continental.

De acordo com as estatísticas, 45,5% das empresas taiwanesas que usam unidades de produção fora da ilha estavam sediadas na China (incluindo Hong Kong) em 2020 – em 2017, a RPC respondia por 48,2% dessas empresas. Em 2020, 5% das empresas pesquisadas mudaram suas linhas de produção para outros países, das quais 55,4% preferiram retornar para Taiwan e 36,5% para regiões do Sudeste Asiático.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.