Informamos anteriormente que a Intel está se preparando para introduzir o Bonanza Mine, seu primeiro ASIC de mineração de bitcoin. A Intel irá apresentá-lo na conferência da indústria ISSCC em fevereiro. Agora ficou conhecido que a startup de criptomoedas GRIID já celebrou um acordo com a Intel para o fornecimento de ASIC de codinome BZM2.

Fonte da imagem: Intel

A GRIID, que planeja listar suas ações na Bolsa de Valores de Nova York nos próximos dias, mencionou um contrato com a Intel em um documento que revela os planos da empresa de comissionar três instalações de mineração de criptomoedas em escala industrial com um consumo total de energia de 48 MW. O documento afirma que a GRIID assinou contratos com Bitmain e MicroBT, bem como “um contrato com a Intel para fornecer ASICs que esperamos que impulsionem nosso crescimento. O pedido inicial incluirá produtos a serem enviados em 2022 e a GRIID terá acesso a uma parte significativa dos futuros volumes de produção da Intel.”

Os documentos GRIID referem-se ao chip ASIC da Intel como BZM2, que provavelmente é o codinome dos chips Bonanza Mine. Também é importante notar que estamos falando de um contrato de quatro anos de longo prazo, sob o qual a GRIID tem o direito a uma compra garantida de pelo menos 25% de todos os Intel ASICs produzidos até maio de 2025. Além disso, os preços do produto Intel serão fixados para o próximo ano.

Isso confirma que no ISSCC a Intel apresentará não apenas um protótipo ASIC, mas um produto pronto para implementação em massa. Em um novo mercado para si, uma empresa com capacidade de produção impressionante poderá competir com os principais fabricantes de ASIC de mineração, como Bitmain e MicroBT, que atualmente sofrem com longos prazos de entrega e preços proibitivamente altos para seus produtos.

A Intel apresentará seus primeiros chips de mineração no ISSCC em 23 de fevereiro de 2022. É relatado que a apresentação incluirá uma demonstração em vídeo do novo chip.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.