Rumores: Warcraft III: Reforged foi vítima de má gestão e dificuldades financeiras

O jornalista da Bloomberg Jason Schreier em um novo material no site da publicação revelou as razões para o fracasso de Warcraft III: Reforged – o relançamento da estratégia Warcraft III: Reign of Chaos e sua adição The Frozen Throne.

Fonte da imagem: Blizzard Entertainment

No lançamento de Warcraft III: Reforged, acabou não sendo o que a Blizzard Entertainment prometeu: bugs, falta de recursos do original, deterioração dos gráficos. A empresa prometeu consertar tudo, mas um ano e meio após o lançamento, o jogo ainda está longe do ideal.

Warcraft III: Reforged foi vítima de má administração e dificuldades financeiras, de acordo com arquivos internos da Activision Blizzard obtidos pela Bloomberg e depoimentos de onze pessoas familiarizadas com a situação.

Tudo começou bem: Classic Games – os desenvolvedores de Warcraft III: Reforged – atualizou o roteiro para 2017 e 2018 e regravou todos os diálogos. Melhorias foram planejadas para a remasterização que “definitivamente trariam o jogo clássico à vida”.

Nesse ínterim, os problemas cresciam nos bastidores: o processo de modernização era lento (levou vários meses para um nível), os mal-entendidos e as disputas sobre o escopo e o estilo artístico do projeto se intensificaram.

Руководитель Classic Games Роб Брайденбекер (Rob Bridenbecker) вечно устанавливал невыполнимые сроки и отсутствовал в офисе

Rob Bridenbecker, chefe dos Jogos Clássicos, estava sempre estabelecendo prazos impossíveis e estava fora do escritório

De acordo com Schreier, Warcraft III: Reforged não era uma prioridade para a Activision Blizzard: o orçamento da remasterização era menor do que a equipe gostaria. Como resultado, a Classic Games foi proibida de contratar novos funcionários e o jogo começou a perder conteúdo.

Os desenvolvedores da documentação interna responsabilizaram a gestão, que foi desligada do projeto até as últimas etapas e ignorou as advertências dos funcionários seniores.

К концу 2019 года Classic Games начали помогать другие команды внутри Blizzard Entertainment, но этого оказалось недостаточно

No final de 2019, os Jogos Clássicos começaram a ajudar outras equipes da Blizzard Entertainment, mas isso não foi suficiente.

Para o lançamento do Warcraft III: Reforçado na forma em que foi lançado, a Blizzard Entertainment foi motivada pelas pré-encomendas que já haviam começado: no caso de um sério adiamento, a empresa teria que providenciar reembolsos.

Isso foi reconhecido na documentação: “Começamos a recolher as pré-encomendas, sabendo que o jogo ainda não estava pronto”. Os desenvolvedores acreditam que a empresa precisava “resistir ao impulso de lançar um produto inacabado devido à pressão financeira”.

Um porta-voz da Blizzard Entertainment, em um comunicado a pedido de Schreier, reconheceu as dificuldades do desenvolvimento do projeto: “O principal problema com Warcraft III: Reforged era a visão pouco clara no início e a incerteza se o jogo era um remasterizado ou remake.”

Tudo isso, observado na Blizzard Entertainment, gerou confusão sobre escala e função, bem como um mal-entendido entre a equipe e a administração, que só piorou com o lançamento.

Warcraft III: Reforged foi lançado em 29 de janeiro de 2020 exclusivamente para PC (Battle.net). No site do agregador Metacritic, a reedição rendeu 59 de 100% dos jornalistas e apenas 0,6 de 10 pontos dos usuários.

A Blizzard Entertainment afirma que a empresa tem uma nova equipe para refinar e melhorar o Warcraft III: Reforged. A Classic Games não está mais envolvida no destino do projeto: a equipe foi dissolvida oito meses após o lançamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *