Pesquisadores tchecos treinaram drones para detectar comportamento anormal em multidões

Cientistas da Universidade Técnica de Brno, junto com a polícia da República Tcheca, desenvolveram um sistema baseado em inteligência artificial que analisa imagens de veículos aéreos não tripulados e detecta comportamento humano anormal.

Fonte: gadgets.ndtv.com

Um graduado da Faculdade de Tecnologias da Informação da Universidade Técnica de Brno, David Bažout, falou sobre o trabalho do sistema em uma entrevista à Rádio Praga. A imagem recebida dos drones de vigilância é dividida em pequenas “células”. Um sistema baseado em inteligência artificial analisa a imagem em partes, após o que compila uma imagem geral do que está acontecendo. Em seguida, é construído um modelo de comportamento humano padrão sob determinadas condições. E se o comportamento real das pessoas na imagem da câmera diferir da referência, o operador do veículo aéreo não tripulado recebe uma notificação correspondente para tomar uma decisão posterior. A vantagem mais importante do sistema é a capacidade de análise e, adicionalmente, de auto-estudo em tempo real.

Durante o teste inicial, o sistema monitorou os jogadores em campo. Então, alguns deles foram convidados a se deitar repentinamente no chão. O sistema realizou uma análise de benchmarking, detectou um comportamento anormal nessas condições e alertou imediatamente o operador sobre uma possível anomalia.

Os autores do projeto admitem que na vida real nem tudo é tão simples – cada pessoa na multidão pode se comportar de maneira diferente, e o comportamento “anormal” nem sempre representa uma ameaça à segurança pública. Portanto, os cientistas previram a possibilidade de ajustes adicionais do sistema pelo operador – ele pode aumentar ou diminuir sua sensibilidade ao comportamento não padrão. No momento, a polícia tcheca já iniciou seus próprios testes do sistema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *