A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) dos Estados Unidos apresentará as primeiras imagens completas tiradas pelo Telescópio Espacial James Webb nesta noite (às 00:00, horário de Moscou). Este evento marca o fim de um período de seis meses em que o observatório se mudou para seu ponto de origem, e os engenheiros estavam ocupados alinhando os espelhos e calibrando os instrumentos. O trabalho de ciências começa!

Fonte da imagem: NASA

Agora que o James Webb está totalmente configurado e pronto para funcionar, os astrônomos começarão a implementar vários projetos que foram selecionados em uma base competitiva e envolvem o estudo da evolução das galáxias, o ciclo de vida das estrelas, as atmosferas de exoplanetas distantes e outros espaços objetos. Espera-se que o primeiro lote de fotos de James Webb da NASA, lançado amanhã, dê um vislumbre das capacidades do observatório espacial antes da próxima exploração.

Na semana passada, a NASA revelou quais objetos apareceram pela primeira vez no observatório espacial. Entre elas estão duas nebulosas, que são enormes nuvens de gás e poeira que se formaram como resultado da explosão de estrelas e ao mesmo tempo são o berço de novas estrelas. Ao mesmo tempo, a NASA mostrará imagens de dois aglomerados de galáxias, em um dos quais há objetos em primeiro plano tão massivos que atuam como “lentes gravitacionais” que distorcem visualmente o espaço.

Nebulosa Carina / Fonte da imagem: ESA

A NASA também publicará a primeira análise espectrográfica de um exoplaneta que revelará assinaturas moleculares produzidas pela luz ultravioleta que passa pela atmosfera do planeta. Neste caso, estamos falando de um exoplaneta, cuja massa é aproximadamente metade da de Júpiter. Ele está localizado a uma distância de mais de 1100 anos-luz da Terra.

Representantes do departamento aeroespacial disseram que as imagens de “James Webb” apresentarão objetos espaciais sob uma luz completamente nova, literalmente. “O que vi me tocou como cientista, como engenheiro e como pessoa”, disse a administradora associada da NASA, Pam Melroy, durante uma entrevista com repórteres em 29 de junho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.