O CEO da fabricante japonesa de microeletrônicos Renesas, Hidetoshi Shibata, disse que a empresa não vai construir novas fábricas de chips nos EUA – em vez disso, expandirá a produção em casa.

Fonte da imagem: renesas.com

O responsável da Renesas salientou que a oferta insuficientemente boa impede o lançamento da produção na Europa e nos EUA. Ele concorda que manter o Japão como a principal base de fabricação da empresa traz certos riscos – o país é frequentemente atingido por terremotos, devido aos quais as empresas às vezes precisam suspender o trabalho. Para solucionar esse problema, a Renesas está investindo em tecnologia para mitigar esses riscos, além de construir estoques de produtos acabados que podem ser enviados aos clientes em caso de problemas.

Em maio, a empresa anunciou que planeja investir 90 bilhões de ienes (US$ 650 milhões) em uma fábrica anteriormente fechada na cidade de Kofu, que será modernizada e equipada para produzir eletrônicos de gerenciamento de energia. Este será um passo importante para a Renesas, que é de propriedade da montadora Toyota e da fabricante de autopeças Denso. O Sr. Shibata enfatizou que mesmo com uma escassez global de chips automotivos no mundo, “há capacidade suficiente para atender toda a demanda”, mas alguns componentes ainda são produzidos em quantidades insuficientes, incluindo chips de gerenciamento de energia.

A empresa planeja fabricar produtos baseados na tecnologia de 40 nm relativamente antiga, que ainda permanece relevante na indústria automotiva. Alguns clientes da Renesas já testaram amostras de chips de 7 nm, mas foram produzidos por outro fabricante, disse o chefe da empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.