O chefe do Xbox diz que a pior parte da indústria de jogos é a lealdade tóxica à marca

zgy4ndywnmeynjgwymu2otliowu0m2y0mjk2nmvjmgrjyjzlmmeymdy4odi4m2uxmgzjnti1nzu3mjjmmzrioa-1251017

The Verge conseguiu entrevistar Phil Spencer, diretor de jogos da Microsoft. Nele, ele expressou sua opinião sobre as guerras de console. De acordo com o executivo, a lealdade tóxica do usuário a uma determinada marca e a hostilidade em relação aos fãs de outras empresas ou dispositivos é a pior parte da indústria de jogos. Só ela pode tirar Phil Spencer de seu emprego no entretenimento interativo.

Na conversa, o diretor ressaltou que o principal adversário da Microsoft não é a Sony ou a Nintendo. “Estamos no segmento de entretenimento”, disse Phil Spencer. “Nosso maior concorrente é a apatia pelos produtos, serviços e jogos que criamos.”

Em seguida, o líder falou sobre a adesão tóxica a apenas uma marca ou empresa específica. Ele despreza a ideia de que a Microsoft deve assistir “outros fracassarem” para atingir seus próprios objetivos.

nzlknzqyzgyzowe0mwu5owu2zwrmmzrlmjvlota4mjg0njmxyjljmtkzndlly2vhy2i2mdrimgy3y2m4zgi5masm-5b1ad7c91ae6621e008b4fb5-750-3105421

«Esse tribalismo na indústria é a única coisa que pode me tirar disso, continuou Phil Spencer. – Quando uma equipe lança algo no mercado que pode dividir o mundo em partes na Internet, então para eles é apenas uma decisão ousada. Nunca me oponho a nenhuma equipe de criação ou de produto que fracasse só porque tenho um produto competitivo. Este não é o meu estilo. Não acho que isso nos ajudará [a desenvolver] na indústria a longo prazo. No entanto, existe uma categoria de pessoas que realmente odeia outro produto de consumo. Isso é muito decepcionante para mim. Esta é a pior parte da nossa indústria para mim. “

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *