Um estudo realizado pela Strategy Analytics, empresa de análise, sugere que a oferta de tablets no mercado global no segundo trimestre deste ano caiu 15%. Na metade atual do ano, os embarques provavelmente continuarão em declínio.

Aproximadamente 38,9 milhões de tablets de todos os tipos foram vendidos entre abril e junho, inclusive. Destes, 19,2 milhões, ou 49%, eram gadgets rodando Android. Outros 14,8 milhões de unidades (38%) eram dispositivos baseados em iPadOS, aproximadamente 4,3 milhões de unidades (11%) eram modelos Windows.

Analistas observam que, pela primeira vez em dez anos, a participação de tablets Android caiu abaixo de 50%. Isso se deve em parte ao fato de muitos compradores escolherem gadgets premium e dispositivos híbridos com teclado destacável, ou seja, produtos com iPad OS e Windows.

Fonte da imagem: análise de estratégia

No final do trimestre, a Apple continuava a ser o maior player no mercado global de tablets com uma participação de cerca de 38%. Em segundo lugar, muito atrás, está a Samsung com 18%. Fechando os três primeiros está a Lenovo, que controla 9% da indústria.

Os cinco primeiros também incluíram Amazon e Huawei, com 9% e 4%, respectivamente. Todos os outros fornecedores de tablets juntos detêm 22% do mercado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.