Tesla começou a fazer recall de quase meio milhão de veículos elétricos devido a defeitos técnicos

A Tesla anunciou um recall de pouco mais de 475.000 veículos para eliminar defeitos técnicos nos sistemas de câmera e porta-malas.

Fonte da imagem: Pixabay

O primeiro recall diz respeito a 356.309 veículos Modelo 3 construídos entre 2017 e 2020, devido ao fato de que o uso frequente do porta-malas pode levar à deterioração do cabo coaxial da câmera retrovisora, o que por sua vez pode levar a uma perda completa de sinal.

O segundo recall refere-se a 119.009 sedans Modelo S, ano do modelo 2014 a 2021. Um defeito de fábrica (desalinhamento do conjunto da trava da mala dianteira) pode impedir que a trava auxiliar funcione corretamente, o que pode levar à abertura espontânea do capô.

É importante observar que a empresa está pronta para pagar uma compensação aos proprietários de carros Tesla que fizeram os reparos apropriados antes da revogação entrar em vigor.

O National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) disse que a falha de uma câmera retrovisor aumentaria o risco de colisão. De acordo com a NHTSA, Tesla não tem registro de nenhum acidente, ferimento ou morte relacionado a problemas com o Modelo 3 e o Modelo S.

A empresa teve um ano desafiador devido a questões de qualidade e segurança. Os carros da Tesla receberam muitas reclamações dos motoristas, incluindo reclamações sobre a qualidade de construção da carroceria, que possui grandes lacunas nas juntas dos painéis. NHTSA lançou uma investigação sobre a segurança do piloto automático de Tesla neste outono. A empresa também fez o recall de milhares de Model X e Model S devido a um defeito nos airbags, e no início do ano teve que fazer o recall de 36 mil carros elétricos na China devido a um defeito na tela sensível ao toque.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *