Em abril deste ano, um protótipo de veículo elétrico Mercedes-Benz, equipado com uma bateria de tração de 100 kWh, conseguiu percorrer uma distância de mais de 1.000 km sem recarregar, fazendo uma viagem da Alemanha pelos Alpes italianos até o sul da França . Inicialmente, para o carro, a quilometragem com uma única carga era de até 1200 km, e esse número foi alcançado este mês com base nos resultados de um novo experimento.

Fonte da imagem: Mercedes-Benz

Como a Electrek explica com referência a um comunicado de imprensa da Mercedes-Benz, desta vez o protótipo VISION EQXX viajou para o norte, começando na Alemanha, continuando na França e terminando no Reino Unido na famosa pista de corrida de Silverstone. Surpreendentemente, no final do percurso, o protótipo caiu nas mãos do piloto profissional Nyck de Vries, que conseguiu atingir uma velocidade máxima de 140 km/h e dar a volta na pista 14 vezes antes que a bateria de tração finalmente se esgotasse. Vamos esclarecer para referência que a extensão da pista de Silverstone não ultrapassa os 5,9 km, pelo que as 14 voltas completadas correspondem a um percurso equivalente a cerca de 83 km.

Tendo percorrido um total de 1202 km sem recarregar em condições que não são as mais convenientes para tais recordes, o protótipo do carro elétrico provou a eficácia da abordagem professada por seus criadores. Nem a bateria de tração mais espaçosa é colocada em um corpo com um coeficiente de arrasto aerodinâmico não superior a 0,17, que na natureza é comparável apenas à aerodinâmica de um pinguim durante seu movimento no ambiente aquático. O protótipo VISION EQXX permitiu atingir um consumo de eletricidade não superior a 8,3 kWh por 100 quilômetros. A viagem inteira durou 14 horas e meia, a velocidade média de viagem foi de 83 km/h, o que é bastante comparável com os modos razoáveis ​​de movimento da maioria dos carros “civis”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.