Os japoneses desenvolveram um sistema de piloto automático para veículos de construção que dispensa GPS

As tecnologias modernas de controle automático de tráfego são altamente dependentes de sistemas de posicionamento por satélite, cujos sinais podem simplesmente não estar disponíveis atrás de barreiras naturais ou subterrâneas. Especialistas japoneses conseguiram desenvolver um sistema que permite a automação navegar nessas condições.

Fonte da imagem: Taisei, Nikkei Asian Review

Conforme observado pelo Nikkei Asian Review, as construtoras estão interessadas em promover essas tecnologias no mercado japonês. Taisei testou a tecnologia de mapeamento de túnel 3D usando um sistema de sensor a laser. Ao escanear o espaço ao seu redor, os equipamentos de construção que usam essa tecnologia podem não apenas se mover com precisão na direção certa, mas também evitar obstáculos que surjam ou parem na frente deles. Até agora, ninguém ofereceu tal tecnologia no mercado japonês com um grau suficiente de prontidão para uso.

A plataforma de teste foi um caminhão de lixo, que percorreu o túnel a uma velocidade de 5 km / h. A primeira viagem com um motorista ao volante foi usada para traçar um mapa tridimensional, o carro subsequente já poderia fazer em modo automático. A construtora Obayashi pretende colocar todos os equipamentos de construção em piloto automático até 2030, e alguns de seus concorrentes já desenvolveram um sistema de controle remoto de guindaste de torre. Isso elimina a necessidade de o operador estar na cabine do guindaste em alturas elevadas. As mineradoras australianas também estão interessadas em automatizar o gerenciamento de seus equipamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *