21 de abril de 2021

Avalanche Notícias

Você conectado com o mundo

A Honda será a primeira a começar a vender um carro-robô que se dirige sozinho em congestionamentos e permite que você tire as mãos do volante

3 min read

Protótipos de carros que não requerem a intervenção do motorista já estão sendo testados ativamente não apenas nos Estados Unidos, mas também em alguns outros países, embora nesta fase as automáticas ainda sejam seguradas pelo testador. A Honda também decidiu trazer o primeiro carro de produção para as estradas do Japão, que oficialmente atende aos critérios de controle autônomo de terceiro nível.

Fonte da imagem: Honda Motor

Em muitos aspectos, isso foi facilitado pela adoção pelas autoridades japonesas de mudanças na legislação, que tornam possível isentar o motorista da responsabilidade pelas consequências de um incidente ocorrido no momento em que o carro era controlado pelas forças dos sistemas automáticos . As leis locais também permitiam a operação de carros com um nível de autonomia de terceiro nível em vias públicas com a condição de limitar a velocidade máxima nesta modalidade a 60 km / h.

Ao preparar o novo carro-chefe da Legend para o ano do novo modelo, a Honda optou por limitar sua capacidade de viajar automaticamente nas ruas da cidade apenas a velocidades de no máximo 50 km / h. Na verdade, os engenheiros japoneses implementaram um conjunto de sensores e software de controle que permite ao motorista não participar da direção de um veículo ao se deslocar em um tráfego denso de carros a velocidades de até 50 km / h. O resultado é uma espécie de “piloto automático de plugue”, que recebeu o nome apropriado – Piloto de engarrafamento.

Outra característica do sistema de assistência ao motorista do Honda Legend será a capacidade de remover as mãos do volante enquanto dirige. É verdade que, para isso, o Adaptive Cruise Control (ACC) com as funções de dirigir em baixa velocidade (Low-Speed ​​Follow) e manter uma faixa (Lanekeeping Assist System, LKAS) deve estar habilitado. Ao mesmo tempo, sem as mãos, o carro poderá não só circular por uma determinada faixa, mas também reconstruir.

Alega-se que esta é a primeira vez que um automóvel produzido em série entra no mercado com um certificado de conformidade com o terceiro nível de autonomia de acordo com a classificação SAE. Existem seis desses níveis no total, incluindo zero, no qual nenhuma automação de controle é fornecida. O terceiro nível de autonomia dá ao motorista um pouco mais de tempo para intervir no controle no caso de uma situação crítica prevista.

O novo Honda Legend será oferecido ao preço de 02.000 e será produzido em lote de no máximo cem exemplares, todos alugados para clientes no Japão, o que permitirá aos especialistas da Honda acumular informações sobre o comportamento dos automação em diversas situações. Os futuros proprietários terão que se submeter a instruções detalhadas sobre as especificações de manuseio dos sistemas de assistência ao motorista.

Durante o desenvolvimento do sistema de controle, os especialistas da Honda simularam cerca de 10 milhões de situações possíveis e realizaram testes em vias públicas com quilometragem de cerca de 1,3 milhão de km. O carro conta com os já familiares assistentes de segundo nível, é capaz de se manter dentro da pista e reconstruir automaticamente, bem como parar com urgência na frente de um obstáculo. Se não houver reação do motorista, o carro irá parar sozinho no local seguro selecionado.

A Mercedes-Benz deve lançar seu primeiro veículo de nível 3 antes do final deste ano. Analistas japoneses acreditam que esses sistemas se espalharão não antes de 2030, e em 2045 pelo menos 43 milhões de carros com o terceiro nível de autonomia estarão circulando nas estradas do planeta. Até o momento, o avanço na autonomia proporcionado pela transição do segundo nível para o terceiro não é grande o suficiente para justificar o aumento significativo no custo dos equipamentos associados. Na década atual, o segundo nível de autonomia vai dominar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *