A Canon lançou oficialmente um par de câmeras mirrorless EOS R7 e EOS R10, que usam sensores de formato APS-C em vez de sensores full-frame. Os modelos anteriores desta série apresentavam consistentemente sensores full-frame.

Fonte da imagem: GSM Arena

A EOS R10 é o modelo básico da série e possui um sensor CMOS Canon APS-C de 24,2 megapixels que a empresa usa em uma ampla variedade de outras câmeras. Graças ao processador DIGIC X, a câmera é capaz de fotografar continuamente a 15 quadros por segundo com obturador mecânico e 23 quadros por segundo com obturador eletrônico.

A EOS R10 possui um sistema de foco automático atualizado emprestado de câmeras mais caras da série. Graças a isso, a novidade pode reconhecer pessoas, animais e veículos. Há suporte para novos modos de cena, incluindo panorama.

A câmera suporta gravação de vídeo 4K a 30 qps por superamostragem em toda a largura do sensor, bem como vídeo 4K a 60 qps com fator de corte de 1,56x. A gravação de vídeo HDR PQ de 10 bits é suportada.

Na parte de trás do corpo há um visor OLED de 2,36 milhões de pontos, bem como uma tela sensível ao toque giratória de 3 polegadas e 1,04 milhões de pontos. Há um slot para um cartão de memória UHS-II, interfaces USB Type-C e micro-HDMI, bem como um conector de microfone.

A EOS R7 mais avançada possui um sensor APS-C de 32,5 megapixels. Suporta tecnologia de foco automático Dual Pixel. O processador DIGIC X integrado permite disparo contínuo a 15 quadros por segundo com obturador mecânico e 30 quadros por segundo com obturador eletrônico.

Visor OLED de 2,36 milhões de pontos e tela giratória de 1,62 milhões de pontos de 3 polegadas. A EOS R7 pode gravar vídeo 4K a 30fps usando todo o sensor e 4K a 60fps com um fator de corte de 1,81x. Suporta gravação de vídeo com profundidade de cor de 10 bits C-Log 3.

As principais diferenças entre a EOS R7 e a EOS R10, além do sensor, são que a primeira tem uma tela melhor, um par de slots para cartão de memória UHS-II e suporte para estabilização de imagem. Além disso, a EOS R7 usa uma bateria mais potente e o case é protegido contra umidade e poeira. Ao mesmo tempo, a EOS R7 não possui o flash que a EOS R10 possui.

Além das câmeras, a Canon anunciou duas novas lentes da série RF-S que foram otimizadas para sensores menores. Estes são os modelos RF-S 18-45mm f4.5/6.3 IS STM e RFS-S 18-150mm f3.5/6.3 IS STM, que estarão disponíveis por US$ 300 e US$ 480, respectivamente.

Quanto às câmeras em si, a EOS R10 mais acessível custa US$ 980, e com a lente RF-S18-45mm, seu preço sobe para US$ 1100. Ao mesmo tempo, a EOS R7 pode ser comprada por US$ 1.500, e o kit com a lente RF-S18-150mm custa US$ 1.900. Ambas as câmeras estarão disponíveis comercialmente ainda este ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.