A China forçou blogueiros populares a revelar seus nomes verdadeiros ao público

Os maiores operadores de redes sociais chinesas, incluindo Tencent Holdings e ByteDance, pediram aos blogueiros mais populares em suas plataformas que revelassem seus nomes verdadeiros – as autoridades chinesas mais uma vez reforçaram o controle sobre a maior audiência mundial da Internet, escreve Bloomberg.

Fonte da imagem: F8_f16 / pixabay.com

Blogueiros com uma audiência de meio milhão de assinantes receberam avisos surpreendentemente semelhantes das administrações do mensageiro WeChat (de propriedade da Tencent), do serviço de vídeos curtos Douyin (a versão chinesa do TikTok, de propriedade da ByteDance) e da plataforma de vídeo Kuaishou (semelhante a Snapchat), que exigia que divulgassem informações reais em publicações online. Anteriormente, uma demanda semelhante foi feita pelo serviço de microblog Weibo, cujo próprio CEO revelou sua identidade na plataforma.

As ações simultâneas das administrações de várias plataformas ao mesmo tempo dão motivos para supor que as autoridades do país estão por trás da mudança nas suas políticas: a China tem um dos regimes de controle da Internet mais eficazes do mundo há muitos anos. O conteúdo que contradiz a linha oficial de Pequim é rapidamente eliminado e os utilizadores dissidentes são perseguidos. O requisito de divulgação de identidade destina-se a proteger a Internet não só da dissidência, mas também de atividades ilegais, como a manipulação do mercado de ações e a propagação de notícias falsas.

A China já possui regras que exigem que os usuários da Internet forneçam identidade real ao se registrar nas principais plataformas. Em julho, o principal regulador do país exigiu que os operadores de plataformas reforçassem o controlo sobre os criadores de conteúdos independentes, nomeadamente através de uma verificação de contas mais rigorosa. Algumas redes sociais anunciaram que os blogueiros com mais de um milhão de assinantes serão os primeiros a publicar com seus nomes verdadeiros, após o que o limite será reduzido para meio milhão.

Os usuários do Weibo, no entanto, expressaram preocupação com a possibilidade de enfrentarem ameaças mais reais à luz das novas regras. No ano passado, a plataforma de microblog passou a mostrar a localização dos usuários, prática adotada pelo Douyin e outros serviços. A administração das redes sociais afirmou então que a função foi desenvolvida para impedir a propagação de falsos boatos.

avalanche

Postagens recentes

A Atari fortaleceu sua posição no mercado de jogos retrô: Digital Eclipse está agora sob a proteção da lendária marca

A Atari anunciou a aquisição estratégica da Digital Eclipse. Este estúdio é especializado em restaurar…

18 minutos atrás

Adata lançou o primeiro SSD externo do mundo com interface USB4 – ficou mais rápido desde o anúncio

Adata anunciou o lançamento do primeiro drive de estado sólido externo do mercado com suporte…

43 minutos atrás

Uma grande atualização do Windows 11 com IA, suporte RAR e muitas melhorias foi disponibilizada para todos os usuários

Esta semana, a Microsoft disponibilizou a atualização KB5031455 para download por meio do Update para…

1 hora atrás

NVIDIA dará superpoderes aos funcionários usando IA para ajudar a projetar chips

A NVIDIA não apenas promove ativamente sistemas generativos de inteligência artificial entre os clientes, mas…

1 hora atrás