As autoridades de Taiwan verificarão as empresas encontradas em cooperação com a Huawei sancionada

Esta semana, a Bloomberg tomou conhecimento da participação de pelo menos quatro empresas taiwanesas na construção e modernização de empreendimentos na China relacionados com a empresa Huawei Technologies, sancionada pelos EUA. As autoridades de Taiwan prometeram imediatamente conduzir uma investigação para identificar possíveis violações das regras de controlo de exportações dos EUA por parte destas empresas.

Fonte da imagem: Huawei Technologies

O ministro da Economia da ilha, Wang Mei-hua, disse aos legisladores locais na quarta-feira que a agência decidiu conduzir uma investigação para determinar a legalidade da cooperação entre uma série de empresas taiwanesas e a Huawei Technologies da China e entidades relacionadas. Esta investigação, entre outras coisas, será realizada a pedido de representantes do Partido Democrático Progressista de Taiwan, no poder. Os parlamentares, no seu pedido, recomendaram que os reguladores taiwaneses fizessem um relatório provisório sobre os resultados da investigação um mês após o seu início.

As autoridades taiwanesas terão também de verificar se estas empresas, no âmbito das suas atividades na RPC, não se desviaram das licenças que lhes foram emitidas para a realização de trabalhos pelas autoridades insulares. Já agora, o Ministro da Economia de Taiwan considerou necessário informar os legisladores que as atividades das quatro empresas listadas (Topco Scientific, Cica-Huntek Chemical Technology, L&K Engineering com sede em Taipei e United Integrated Services) na China estão relacionadas com o instalação de um sistema de tratamento de resíduos industriais e, por conseguinte, não se aplicam a categorias de tecnologias cuja exportação é restringida pelas autoridades de Taiwan em direção à RPC.

Do outro lado do oceano, a secretária de Comércio dos EUA, Gina Raimondo, disse novamente esta semana que os avanços da Huawei em chips avançados eram “incrivelmente preocupantes” e pediu melhores controles de exportação de tecnologia. Agora, lembremos, o ministério está conduzindo uma investigação sobre a origem dos chips HiSilicon Kirin 9000s de 7 nm nos mais recentes smartphones Huawei, e as primeiras descobertas preliminares permitem que as autoridades americanas afirmem que a empresa chinesa não tem a capacidade para obter esses processadores em grandes quantidades.

avalanche

Postagens recentes

Projeto Stardust: como a Adobe reinventou a edição de fotos usando IA

Na próxima conferência Adobe Max, a Adobe apresentará seu mais recente desenvolvimento: um editor de…

2 horas atrás

O Windows 11 fica para trás: a participação de mercado do Windows 10 ultrapassa 71%

Dois anos após a introdução do Windows 11, sua participação no mercado de sistemas operacionais…

2 horas atrás

Não tivemos que esperar muito: Diablo IV será lançado no Steam, e muito em breve

Menos de dois meses se passaram desde o lançamento do jogo de tiro shareware Overwatch…

8 horas atrás

O Android 14 foi lançado com mais personalização de tela de bloqueio, gerador de papel de parede AI e muito mais

O Google apresentou hoje novos produtos, incluindo os smartphones Pixel 8 e Pixel 8 Pro,…

9 horas atrás

No PS5 foi possível jogar Red Dead Redemption a 60 fps – os fãs estão maravilhados e exigem justiça para RDR 2

Uma das principais reclamações sobre o relançamento do Red Dead Redemption original, lançado em agosto…

10 horas atrás