O principal concorrente da SpaceX, ULA, está em busca de um comprador antes do teste crucial do foguete Vulcan.

O CEO da United Launch Alliance, Tory Bruno, disse que um comprador da empresa seria capaz de colher os benefícios da “transformação” do fabricante de foguetes, ao confirmar novamente que ela estava à venda. Dito isto, a ULA está em boa forma, tendo abandonado os motores de foguetes russos e superado a ameaça da concorrência da SpaceX. O anúncio veio dois meses antes da próxima tentativa de teste do veículo lançador Vulcan, mas as conversas sobre a venda do ULA já acontecem desde o início deste ano.

Fonte da imagem: United Launch Alliance

Rumores sobre planos de venda da United Launch Alliance, uma joint venture entre Boeing e Lockheed Martin, surgiram pela primeira vez em março deste ano. As ações da ULA são divididas igualmente entre esses proprietários. A empresa foi formada em 2006 como uma fusão dos programas de mísseis Boeing Delta e Lockheed Martin Atlas. Ambos os foguetes tornaram-se o carro-chefe do Pentágono, e a ULA tornou-se um monopólio no campo de lançamentos de satélites militares. Além do mais, os militares dos EUA forneceram milhares de milhões em subsídios da ULA todos os anos para garantir o lançamento rápido, mantendo os mísseis e o pessoal prontos.

Elon Musk começou a quebrar o monopólio da United Launch Alliance sobre contratos militares com seus foguetes reutilizáveis. Os foguetes Falcon 9 da SpaceX serão mais baratos em comparação com os Vulcans, admite a administração da ULA. Porém, para o período de 2023 a 2027, o Pentágono selecionou a ULA para realizar 60% dos lançamentos, dando à empresa de Musk 40%. Mas a situação ainda está evoluindo a favor da SpaceX.

O primeiro e real lançamento de teste do foguete Vulcan deveria ocorrer em 24 de dezembro deste ano, enquanto de acordo com os planos originais isso deveria ter acontecido em 2019. É óbvio que os contratos deste e, muito provavelmente, de 2024, de uma forma ou de outra, acabaram e vão parar nas mãos da SpaceX, mesmo que o lançamento de Natal do Vulcan seja bem-sucedido. Ao celebrar hoje um acordo de venda da ULA, antes que o destino da Vulcan e da própria empresa esteja completamente certo, os seus proprietários asseguram-se contra possíveis falhas e ao mesmo tempo garantem ao comprador contratos firmes com vários anos de antecedência em caso de um início bem-sucedido.

«Se eu fosse comprar uma empresa espacial, prestaria atenção à ULA”, disse seu diretor. “Ela já fez todo o trabalho duro da transformação. Você não compra uma casa vitoriana com encanamento ruim. Tudo já foi feito. Você entra em um prédio no final de uma reforma, para poder se concentrar no seu futuro.”

Potencialmente, o ULA pode reduzir o custo dos lançamentos do Vulcan. Para tanto, já foram realizados trabalhos que podem tornar o foguete reutilizável, contando com os motores de foguete reutilizáveis ​​BE-4 da Blue Origin. Essa cooperação, aliás, pode resultar na intenção da Amazon de se tornar dona da ULA. Isto é ainda mais lógico porque a empresa de Jeff Bezos já comprou cinquenta lançamentos de satélites de comunicação em Vulcanos para a sua própria rede espacial de Internet, Kuiper.

A Lockheed Martin é considerada outro potencial comprador da ULA. A Boeing está enfrentando dificuldades tanto com suas aeronaves civis quanto com as cápsulas tripuladas Starliner da NASA. Obviamente, ela não tem tempo para fazer compras agora. Isso preserva a intriga, que, no entanto, se aproxima do seu desfecho.

avalanche

Postagens recentes

Cruise parou completamente de operar robotáxis sem motorista devido a uma série de incidentes

Esta semana, as autoridades da Califórnia exigiram que a Cruise suspendesse o seu serviço de…

39 minutos atrás

A Intel atualizou a memória. Pa-pa-pa-pam” – agora é hip-hop

A Intel transformou as cinco notas de seu icônico jingle Intel Bong em uma peça…

2 horas atrás

A Intel está confiante de que os processadores Arm para PCs estão fadados ao fracasso, mesmo os da AMD e NVIDIA

Na conferência de resultados trimestrais da Intel, o CEO Patrick Gelsinger comentou calmamente os rumores…

2 horas atrás