Cientistas encontraram algumas semelhanças entre a formação de metano em Marte e os processos terrestres

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) dos Estados Unidos anunciou em seu site os resultados de um estudo dedicado ao estudo de dados de amostras de solo coletadas pelo rover Curiosity na Cratera Gale. Os cientistas analisaram a composição química e isotópica de amostras de metano marcianas obtidas pelo rover por aquecimento de rochas retiradas desta cratera.

Fonte da imagem: NASA/Caltech-JPL/MSSS

De acordo com um estudo publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, a análise de isótopos de carbono revelou três possíveis origens de carbono em amostras de solo marciano. Os cientistas observaram que todas as três opções têm semelhanças e diferenças dos processos característicos da Terra.

O carbono tem dois isótopos estáveis, carbono-12 e carbono-13, pela razão dos quais em uma amostra pode-se determinar, pelo menos até certo ponto, as características da origem do carbono, apesar da idade da amostra. Na Terra, o carbono está presente em todas as formas de vida em um ciclo que foi bem estudado por meio de medições de suas abundâncias de isótopos. Por exemplo, os seres vivos na Terra usam o átomo de carbono-12 menor e mais leve para o metabolismo ou para a fotossíntese, em vez do átomo de carbono-13 mais pesado. Assim, a presença de mais carbono-12 do que carbono-13 em rochas antigas, juntamente com outros fatores, permite aos cientistas supor que estamos falando de sinais de vida antiga. Ao avaliar a proporção desses dois isótopos de carbono, os cientistas podem dizer que tipo de vida eles estão considerando e em que ambiente viveram criaturas antigas.

Em Marte, pesquisadores usando o Curiosity descobriram que quase metade das amostras continha quantidades surpreendentemente altas de carbono-12 em comparação com as encontradas na atmosfera marciana e nos meteoritos. Os pesquisadores relatam que essas amostras foram retiradas de cinco locais diferentes na Cratera Gale, o que pode ser devido ao fato de todos os locais terem superfícies antigas bem preservadas.

«Essas amostras são quase completamente isentas de carbono-13, o que as torna semelhantes aos depósitos das rochas mais antigas de origem bacteriana, que se formaram no local da Austrália moderna há 2,7 bilhões de anos. Até agora, não podemos descartar que esses depósitos possam ter se formado em Marte sem a participação de organismos vivos”, cita um dos autores do estudo, professor da Universidade da Pensilvânia (EUA) Christopher House.

«Na Terra, os processos que geram o mesmo sinal de carbono que encontramos em Marte são biológicos, diz House. “Precisamos entender se a mesma explicação funciona para Marte ou se existem outras explicações porque Marte é muito diferente (da Terra).”

Isso não indica necessariamente a existência de vida antiga em Marte, já que nenhuma evidência conclusiva foi encontrada para essa afirmação, relatam os pesquisadores. “Estamos encontrando coisas interessantes em Marte, mas realmente precisamos de mais evidências para dizer que identificamos vida”, disse Paul Mahaffy, que foi investigador principal do laboratório de química de análise de amostras em Marte. “Então, estamos analisando o que mais, se não a vida, poderia ter produzido a assinatura isotópica de carbono que estamos vendo.”

Não se pode descartar que tal proporção de carbono-12 para carbono-13 também possa surgir devido à poeira cósmica que atingiu a superfície de Marte quando o sistema solar passou por uma gigantesca nuvem molecular rica em carbono-12 centenas de milhões de anos atrás. .

Os cientistas também admitem a possibilidade de reduzir a quantidade de carbono-13 devido à exposição das rochas marcianas à radiação ultravioleta.

avalanche

Postagens recentes

State of Play retorna na próxima semana com notícias de jogos para PS VR2 e muito mais

A editora Sony Interactive Entertainment em suas redes sociais e no site do blog oficial…

27 minutos atrás

Microsoft continua trabalhando em um set-top box para acessar o serviço de nuvem Xbox Cloud Gaming

Rumores sobre a preparação de um decodificador da Microsoft, que fornecerá acesso ao serviço de…

1 hora atrás

MSI lança a exclusiva GeForce RTX 3080 10GB Suprim X Assassin’s Creed Valhalla Edtion

A MSI lançou uma versão especial do acelerador gráfico GeForce RTX 3080 10GB no desempenho…

1 hora atrás

O estoque não puxa o bolso: a operadora de nuvem ServiceNow comprou servidores e componentes para o próximo ano

A operadora de nuvem americana ServiceNow tomou medidas inusitadas para lidar com atrasos no fornecimento…

2 horas atrás

AMD diz que Ryzen 7000 suportará instruções AVX-512, promete novos chips 3D V-Cache no futuro

O CMO da AMD, Robert Hallock, recentemente deu várias entrevistas para a mídia especializada, nas…

2 horas atrás