A empresa chinesa Pony.ai, especializada em tecnologias de condução não tripulada, anunciou que recebeu uma licença para a operação comercial de um táxi em uma das cidades da China. A empresa diz que é a primeira a receber tal autorização na China.

Fonte da imagem: https://pony.ai

A empresa está autorizada a operar 100 veículos não tripulados como táxis no distrito de Nansha, na cidade de Guangzhou. Anteriormente, uma autorização semelhante era emitida para trabalhar em Pequim, mas depois tratava-se de testes na zona industrial, embora fosse permitido cobrar uma taxa pela viagem. Em Nansha, a situação é radicalmente diferente: o transporte de passageiros em veículos não tripulados pode ser realizado em uma área de 800 km², e os pedidos e pagamentos de táxi serão feitos por meio do próprio aplicativo móvel Pony.ai.

Na fase inicial, esclareceu a empresa, ainda haverá funcionários a controlar as viagens na cabine, no entanto, “após uma curta ou média duração” não haverá necessidade dos seus serviços. Além de Guangzhou e Pequim, na China, a Pony.ai está ativa nos EUA, testando em vias públicas em Fremont e Milpitas, na Califórnia.

A tecnologia de direção autônoma está se desenvolvendo rapidamente na China. Recentemente, Momenta e a montadora SAIC receberam licenças para operação de teste de um táxi robótico no distrito de Jiading, em Xangai, Weride está implementando um programa semelhante em Guangzhou com o apoio da Nissan e a AutoX está desenvolvendo um programa semelhante em Shenzhen com o apoio do Alibaba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.