O rápido desenvolvimento de tecnologias para a produção de veículos elétricos contribui para o surgimento de empresas jovens e muito ambiciosas no mercado. Um exemplo é o grupo croata Rimac, que se fundiu com a Bugatti em novembro passado e adquiriu a Porsche como um de seus principais acionistas. Este mês, a Rimac conseguiu levantar outros € 500 milhões para desenvolvimento adicional, e agora a capitalização da empresa é estimada em mais de € 2 bilhões.

Fonte da imagem: Grupo Rimac

O SoftBank Vision Fund 2 e o Goldman Sachs foram atraídos para a nova rodada de financiamento, mas o fundador Mate Rimac ainda mantém a maior parte das ações. A Rimac pretende usar os recursos recebidos de investidores para organizar a produção de hipercarros elétricos, bem como componentes de powertrain para clientes de terceiros, que já incluem Porsche, Hyundai, Pininfarina e Aston Martin. Ao construir um prédio de produção na Croácia, a empresa poderá produzir dezenas de milhares de componentes para as usinas de veículos elétricos por ano. Alguns dos clientes receberão chassis quase acabados para instalar suas próprias carrocerias neles.

A sede do Bugatti Rimac também estará localizada aqui, onde serão desenvolvidos hipercarros de ambas as marcas, bem como o carro elétrico emblemático Rimac Nevera, que tem uma potência de 1914 cv. e capaz de acelerar até 100 km/h em menos de dois segundos. Durante este ano, o Grupo Rimac vai contratar 700 novos funcionários e abrir escritórios de representação em vários países europeus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.